Wednesday, January 26, 2011

About my misjudgments


I may have been misjudging situations. Maybe not only situations, but also some people. And I do not see why I wouldn’t have reasons on Earth to do so. My latest experiences have showed me that there are lots of people in the world that simply don’t care about others’ feelings. Or they even care but only for a very short period of time.

People can become unpolite and even rude to others when it comes to feelings. They suddenly forget their manners and have no intention to make you feel comfortable with certain situations. And then it is all about the frustration. Your frustation, actually.

I may be wrong... but it is a way of self protection as well. I try to protect myself from these kind of people. Yeah, well, I'm usually really naive about everybody. I always think that people around me have a good heart and have, above all, good feelings to share with me. And then I just realize that, once again, not everybody is like this. So, that's why I have so many reasons to protect myself. And I do try to do so.

But then I meet somebody that is just out of all my expectations. A person who seems to have lots of good things to share with me... at least for a while. And then? Am I just so lost with bad people that when a nice person comes I am not able to recognize? Am going to misjudge his actions just because I'm so used to the nasty ones? Oh, well... have no clue where it's going to end up inside of me.

(*) Foto por Alvaro Cordeiro: 'Caminhando........."

5 comments:

Eu que sempre to aqui said...

Não cai nessa. Por causa desse medinho chato que a gente tem quando acha que a esmola é muita... perdi MUITO. Espero que dê tudo certo pra ti, e que seja realmente "bom demais pra ser verdade", mas que essa verdade seja DE VERDADE, e uma VERDADE QUE DURE. De preferência, pra sempre. Um pra sempre que dure tanto, e seja tão bom, que a felicidade seja sua regra legítima,e nunca mais clandestina.

Juliana said...

Fê, seu blog está tão lindo! Fazia tempo que não passava por aqui...

Tem um selinho para você no meu blog! Espero que goste!

Beijos


(Adorei o calendário do blog)

Fernanda S. said...

"Pessoa que sempre está por aqui"
Poxa, não sei se te conheço ou não, mas você, pelo jeito, parece me conhecer muito bem. Aliás, muito melhor que tantas outras pessoas por aí!
Enfim, obrigada pelas palavras de carinho! Realmente espero conseguir enfrentar os meus medos e encontrar a verdadeira felicidade!
E desejo muita felicidade à você também! Seja lá quem for ou onde estiver!
Um beijo e obrigada! =)

Fernanda S. said...

Jujuuuba!
Ah, adorei o selinho! Vou postar e indicar o pessoal também! Eeee!
Beijocas

inconstanteblog said...

Acho que este é um grande problema. Tem 1) os que são e parecem "ruins", 2) os que são, mas não parecem e 3) os que nem são nem parecem.

E quanto mais encontramos do 2, mais difícil fica acreditar no 3.

Mas, quer saber mesmo? Pelo menos enquanto o dano em nós, naive, for irrecuperável, que acreditamos em quem se diz e parece ter um "bom coração". E se não for? Que pelo menos pensemos que o medo de errar não nos leve à inação.

E que cada relação positiva, por mais que finda, sirva para compensar as más experiências.

Se é fácil ser assim? Não sei... MAs pelo menos, até agora, consigo sê-lo.

Beijos e muito obrigado pelo selo! =D