Tuesday, October 06, 2009

About being upset

É triste cair mais uma vez nas armadilhas que as pessoas preparam pra gente. Eu, como sempre, caio em todas: desde as pegadinhas mais infames nas provas intermediárias, até naquelas em que já estou cansada de cair, mas que não aprendo a ficar longe.

Estou realmente cansada de ficar pra trás ou ser sempre a pessoa que está ali esperando aquilo que não vem. E, sinceramente, não sei se um dia virá. Já falei que espero demais das pessoas e sempre recebo em troca de menos. Muito menos.

E quando caio na real e percebo que estou sendo a trouxa da história mais uma vez, dói. Dói de novo, de maneira diferente, mas dói. E cansa... como cansa! Não aguento mais. Será que o problema é só meu mesmo? Acho que devo errar muito no mesmo ponto. Dizem por aí que erro nas pessoas de convívio, mas, por outro lado, não sei conviver de outro jeito. Talvez devesse me esforçar mais e, ao menos, tentar. Tentar ver o outro lado das coisas e/ou tentar ver gente nova com outras maneiras de pensar e outras formas de agir. Algumas já estou cansada de ver e não acreditar, mas não passam de mau-caráteres e isso eu quero o mais longe possível de mim... ah, se quero!


PS: e eu que pensei que essa semana seria melhor...

1 comment:

Caco said...

Sweetheart.
É bom exorcizar algumas coisas.
Põe para fora, com força, de uma vez.
Depois, lava o rosto e esquece. Sem auto-piedade ou tentando ser vítima ou mártir. E sabe por que? Porque ninguém vai sentir pena - este é um fato que ninguém quer acreditar. Ninguém - que valha a pena - está nem aí. Quem tem pena, só te joga mais para baixo, então fuck off.
Falo por experiência própria.
Sacode a poeira e on y va.
Beijodaí.