Friday, October 30, 2009

Sobre comportamentos e ratinhos


Assim como os ratinhos brancos utilizados nas experiências científicas da psicologia onde nós humanos estimulamos o seu comportamento e eles agem de acordo com o que eles já experimentaram anteriormente, cá estou eu me comportando da mesmíssima maneira.
Uma vez sofri demais e por tempo demais - pelo meu querer também, é verdade - e, assim como o motivo do meu sofrimento, repetia o mesmo comportamento toda vez que era procurada. Percebi com a ajuda de muitos que me fizeram enxergar que se continuasse naquele padrão de comportamento, jamais mudaria qualquer coisa na minha vida, afinal, para o outro indivíduo, a situação era mais do que cômoda. Para mim, sobravam apenas as ruínas de algo que já havia se destruído há tempos e que só eu não percebia.
No entanto, como os estímulos mudam de tempos em tempos, o comportamento dos ratinhos, assim como o meu, se altera de acordo com o novo, o desconhecido e torna-se repetitivo, mais uma vez, quando este estímulo passa a ser um velho conhecido.
Pois bem, no meu caso específico, percebi que caí novamente na armadilha do comportamento repetitivo e dele não consegui escapar. Desta vez, entretanto, consegui identificar o problema com maior rapidez (acho que estou ficando mais espertinha!), podendo consertá-lo (e querendo consertá-lo - o que é mais importante) o mais rápido possível. Por isso, repito um comportamento já utilizado anteriormente e com tamanha eficácia que nem eu mesmo acreditei: a distância.
Às vezes, o melhor remédio é mesmo se distanciar do "objeto" que lhe causa desejo, saudade e sentimentos diversos desconhecidos. Na dinâmica atual, não adianta mais falar, tentar mostrar ou fazer alguma coisa, não há mais nada a ser feito, então, achei melhor repetir algo já utilizado com o resultado eficaz e tentar obter o mesmo resultado anterior. Será que dá certo?

2 comments:

~*Rebeca e Jota Cê *~ said...

Néctar da Flor é um blog que sempre soube receber e retornar seus comentários. Nunca deixamos ninguém, por motivo algum, no silêncio de uma visita quando vem à nossa página. Por esse motivo queremos presentear todos os amigos, que assim como nós, sabem acolher qualquer pessoa que chega com gentileza na sua casa virtual. Sem recriminação, sem preconceito, sem frescura.



Simplesmente porque:



Acolhe com o coração!



Beijos jogados no ar, sempre!



-

M. said...

Olha que legal, isso se chama AUTO-CONHECIMENTO.

E SEMPRE dá certo.

Bom feriado !