Thursday, July 05, 2007

* Brincadeiras e Verdades *


Então eu brinco com as palavras, com cada uma que vem e vai, e até com aquelas que estão aqui e ali por engano, voando feito borboletas a espera de uma redinha qualquer.
É, eu brinco, brinquei desde sempre consciente do poder que elas tem. Consciente do destino de construir e destruir com elas, consciente de que cada vez que vão não voltam mais. Consciente de que a proferida nunca mais é engolida.
Eu brinco com as palavras e brinco com as pronúncias e com a renúncia de um palestrante qualquer que mudou de idéia e não apareceu no dia da conferência. As palavras que não são ditas as vezes tem muito mais peso do que as vomitadas, então eu brinco com as palavras sabendo muito bem quais são as que me pertencem e quais as que não me cabem.
Eu brinco com as palavras como o vento brinca com meus cabelos enquanto subo no alto daquele morro sabendo que vou chegar à fogueira e que vou escutar algumas tantas que nunca antes me disseram. Eu brinco com as estrelas, cada uma de suas letras brilham no céu estrelado do meu discurso, eu brinco com as estações do ano como cada uma de minhas fases do mês.
Eu brinco com as palavras, com as minhas e com as suas e com todas aquelas que eu gostaria de ter inventado mas que inventaram antes de mim. E eu brinco com as palavras como os cataventos rodopiam coloridos, sem se importar com a direção na qual a brisa sopra.
Eu brinco, e brinco, e brinco e continuo brincando e brinco mais um pouco, mas eu não brinco com sentimentos. E acredite, sentimentos são palavras, então se não as digo é porque não as sinto.
Diferente de você.
(*) por Flávia Melissa

4 comments:

Fê Savino said...

I must say: amei este texto. Eu o amei e resolvi publicar aqui com a permissão - óbvio - de Flavinha & Melissa, pois ele se encaixa muito com o que penso e com o que sinto.

Adoro brincar com as palavras... sejam as que já existem, sejam as que ainda estão por vir...
Amo Guimarães Rosa... criador de tantos neologismos!

Amo brincar como criança, pois sou uma criança grande... só não brinco com coisa séria, pois certas coisas, pra mim, são sagradas...

Realmente, Flá... este texto tem a minha cara!!! Ameiiii!!!

Obrigada por hoje e obrigada por tudo.. sempre!!!

Love yaaaaaa!!!
Bjinhossss e mta energia positiva!

Flavia Melissa said...

ah, fe!
vc entrou no elevador e me veio na cabeça a frase "a gente brinca com as palavras sobre sentimentos, mas não brinca com sentimentos".
sentei e escrevi.

que bom que vc publicou!
adorei e axeixike!

muitos beijos, te amo horrores!

neguinha said...

ebaaaaa

agora, além de texos da feiosinha que eu mais amo na Terra, tem textinhos da musa genial da Fravinha.. hauhauhauhuahaua
adoreeeii.. tudo isso é verdade mesmo... as palavras têm um poder que às vezes até nos foge do controle....

amo vcs duas, fedidinhas!!!!!!!!!

bjocaaa

Ick said...

Palavras... é palavras ditas são como as assinadas escritas. eu as vomito muito.... e claro depois vem a ressaca, palavras...lindo isso né? eu sempre me fodo em dizer sem pensar rsrsr gracias bela. baccios