Thursday, July 19, 2007

* Falling into pieces *

Um avião cai no meio da cidade grande. O caos se estabelece (ou aumenta?). O trânsito que já é grande conhecido dos cidadãos da cidade piora afinal, o aeroporto está localizado em meio às grandes avenidas. Chamas para todos os lados. Resgate, bombeiros, curiosos, corpos... corpos mortos, carbonizados, quebrados, machucados... corpos. Será que as coisas acontecem por um acaso ou será que elas servem justamente para mostrar que assim do jeito que está não dá mais? Não dá mais para agüentar uma infra-estrutura xinfrim qualquer num aeroporto localizado em uma das cinco maiores cidades do mundo. Não dá pra agüentar um acidente com um avião simplesmente porque a pista estava escorregadia, pois as reformas não foram feitas da forma como deveriam. Não dá pra agüentar um monte de político corrupto roubando dinheiro aos montes, enquanto a infra-estrutura de uma cidade inteira só tende a cair aos pedaços. E aí é que eu te pergunto: e quem paga por tudo isso? A gente, óbvio. Cada um dos “peixes grandes” tem o seu aviãozinho particular para “relaxar e gozar” à vontade enquanto os trouxas aqui que pagam imposto atrás de imposto, que precisam, muitas vezes, viajar de um lado para o outro à trabalho, têm que enfrentar os aeroportos lotados como se já não bastasse a lotação da própria cidade em que vivem, a qual, daqui algum tempo, não terá mais espaço sequer para andar de carro ou transporte púbico.
Sabe o que mais? Não dá pra agüentar essa porcaria, mas também, quem tem interesse de fazer alguma coisa? Tem alguém aí que quer ir lá pra Brasília brigar por o que lhe é de direito? Tem alguém aí que está a fim de entrar em greve para as melhorias dos aeroportos? Tem alguém aí com alguma solução mágica para todos esses fatos que temos vivenciado dia-após-dia?
Uma triste tragédia.
Mais um avião caiu. E a cidade indo com ele.

4 comments:

Fê Savino said...

Foto: "Caminho de cinderelas descalças" por Paulo Cesar

Sir Josef K. said...

Sabe pq eles não resolvem os problemas com os aeroportos? Pq assim ninguém vai para Brasília encher o saco!
Na verdade, não precisa ser nenhum gênio (só ter alguns conhecimentos de estatísticas)para saber que as chances de isso ter acontecido são enormes. 48 vôos por hora, postos de gasolina por perto, vários prédios também. Não faz muito tempo outro avião (coitada da TAM, só se f***)caiu ali perto. Só torço pra nenhum cair aqui em casa!!

"Allons enfants de la Patrie..."

baci

Lívia Possi said...

Patético, não?!
E ainda ficam teimando em pôr a culpa nos outros.

Aliás, a culpa é deles, e eles põem em quem eles quiserem, não é?!

Hnf...

Beijocas Savino,
Estou com saudades do seu tamanho todo!

Caco said...

Voei na manhã daquele dia chuvoso com a TAM de Curitba para Londrina. Depois que o avião aterrissou, eu juro que senti um alívio. Sinto muito por todos aqueles que se foram e seus entes queridos. Sinto muito por todos nós que estamos sujeitos a isto.
Beijo & stay well.