Monday, July 02, 2007

* Diving deep inside *


Quero mergulhar. Mergulhar para o fundo mais fundo da piscina e sair nadando. Nadando sem rumo. Sem destino. Quero sair deste círculo vicioso que me meteram. E quero acreditar que me meteram nisso e não que me meti sozinha.
O tédio me mata, me enoja, me martiriza. A clássica mão no queixo esperando por algo acontecer me fere. Irrita. Impacienta. As pernas não conseguem parar de balançar. Irritação. Impaciência.
Essa história toda me dá náusea, ânsia e por que, meu Deus, por que eu ainda tenho forças e coragem de alimentá-la? Que esquisito. Que mais sem explicação. Que sem saco.
E lá vem ele me cutucar no meu soninho bom. Não profundo, pois logo ele desperta e se espanta. Se espanta com a mesma coisa velha que sempre encontra ali. Nada muda. O sorriso, as caras e bocas são sempre os mesmos. Nada se altera. Tudo se copia naquela face que já bem conheci. E irrita. Irrita o olhar, o jeito de falar, de agir e de não enxergar.
Irrita o esconder. O fingir. O não falar. O omitir.
Tudo isso me irrita e me angustia... e se repete over and over again... Credo!

11 comments:

Fê Savino said...

Foto por Rui Bento Alves

Lívia Possi said...

Irritadiças...
Mulheres irritadiças...
Mulheres de pensamentos irritadiços...

Beijos, Fê!
Saudade, viu?

Anonymous said...

Você já pensou em fazer terapia?

Fê Savino said...

Lee - realmente, estava com pensamentos irritadiços, mas estes, como tantos outros, já se foram!!! Eeeeee!!!
Tenho saudade!! Fériasssss... u-hu!
Bjocas

Anonymous - Obrigada pela visita e pela "preocupação"... já faço terapia e adorooooo!!! Faz um bem enorme pra alma! Vc tabmém faz?!

Anonymous said...

Que bom! Fico feliz por você!
Eu não faço, nunca fiz e acho que nunca precisarei... Eu me faço muito bem!

Flavia Melissa said...

ainda bem que li o mais atual antes desse post...
adoro vc sua fedida!

Flavia Melissa said...

Querido anonymous,

Sabe que outro dia eu tava pensando nisso, sobre as pessoas que precisam de terapia e as pessoas que passam bem sem. E, apesar de ser psicóloga, tive que dar o braço a torcer. Caracas, tem gente que não precisa mesmo! Que é bem feliz consigo mesmo do jeito que é e pronto.

Aí tava conversando com uma outra amiga (e essa nem era psicóloga nem nada, hein?) e ela me disse uma coisa super intrigante! Que realmente não é qualquer um que precisa de terapia, só as pessoas com curiosidade a respeito de si mesmas. Só aquelas com profundidade emocional superior a de colher de chá, porque quem não se questiona, quem não se enxerga, não tem necessidade mesmo de fazer terapia, já reparou?

Longe de mim sugerir que vc seja uma destas pessoas. Nunca diria isso a respeito de uma pessoa que não conheço. E, assim como eu, acredito que vc não insinuaria a uma pessoa que não conhece que ela faz terapia por não se fazer bem. Aliás, quantos valores trocados! Alguém fazer terapia porque não se faz bem? Quer bem fazer a si mesmo maior do que se enxergar, analisar todos os seus fantasmas, todos os seus medos e arrependimentos?

Meu anjo, espero que vc continue se fazendo bem sempre.
Mas, se por acaso algum dia vc quiser se fazer “mais bem” (sorry, licença poética), lembre-se de mim, ok? Te faço um descontinho.

Beijo no coração!

Fla.

PS_ Aí fiquei pensando... Quem, tão resolvido assim, precisa ser anonymous? Ah, se Freud fosse vivo...

neguinha said...

aiiii lindaaaaaa!!

é, tem momentos assim na vida, mas são bons para que possamos aprender mais...mas graças a Deus é passageiro, noutro minuto está tudo renovado!!!
AAAMO o jeito que vc escreve e como seu dite é ÚTIL para as pessoas em geral.. acrescenta coisas nas nossas vidas....

bjoooooooooooooooo
amo pouco, viu?!?!

querido anonymous: Você já pensou em (re)fazer o Ensino Fundamental?

Flavia Melissa said...

hahahahahahahahahahahaha

genial!

Sir Josef K. said...

Na verdade eu quis tirar um sarro, fiquei m pouco receoso ate´de postá-lo! Aquele texto era na verdade o meu comentário, mas ficou muito grande!
Eu sou, na verdade, adepto de terapias, tão mesmo que hoje eu sou amigo do meu terapeuta (claro que recebi alta! hehehehe)depois de anos e anos de terapia! heheheeh
baci

Fê Savino said...

Josef K. Relax... eu tava te enchendo.. as alwayssss!
Baci