Wednesday, March 07, 2007

* Pingos nos "is" *


A Segunda-Feira mal começou e já estou sentindo que a semana será longa e interminável. Talvez eu tenha esta idéia, pois o final de semana foi curto demais. Eu precisaria de mais outras 48 horas para conseguir fazer tudo aquilo que eu havia planejado, mas, ao contrário disso, não consegui fazer nem a metade. No entanto, nem posso ficar reclamando, afinal, consegui fazer o mais importante: pôr os pingos nos "is" restantes de alguns e todos os pingos no caso de outros. Ufa! Que alívio... já estava mais do que na hora de resolver as coisas.
Aliás, desde o começo do ano que venho fazendo isso com todos aqueles que eu estava "em falta" ou que estava "em excesso". Tenho procurado ajustar as situações da melhor maneira possível para conviver bem com o outro. Claro que às vezes dou meus deslizes, mas acho que é normal a partir do momento que me considero um ser humano como qualquer outro, ou seja, passível de erros e acertos no cotidiano. A única coisa que me intriga a cada dia é que a tolerância para com o outro, no caso eu, tem sido cada vez menor por parte do lado oposto. Acho isso engraçado, pois eu sempre devo perdoar e tolerar pequenas falhas, mas o outro não pode aceitar um erro meu, ainda que não tão grave, por assim dizer. Triste também é ver que nos envolvemos com pessoas que achamos ser compreensivas, ou até achamos que serão diferentes em alguns pontos de vista, mas que, na verdade, também não passam de seres humanos que querem muito mais do que você pode oferecer ou até mesmo o impossível!
O importante dessa história toda e do meu curto final de semana é que a minha consciência ficou um pouco mais tranqüila, pois finalmente tive coragem de expor algumas coisas e guardar outras sem necessidade para o momento. Consegui falar aquilo que eu queria com clareza e deixar claro tudo o que me chateou numa relação que, agora mais do que nunca, parece algo cada vez mais longínquo. Pensei que este dia nunca fosse chegar, mas, mais uma vez, foi pregada uma peça em mim, mostrando-me que é possível as coisas se resolverem depois de certo tempo quando os nervos não estão mais à flor da pele e os pensamentos fluem com maior clareza e convicção.
Com tudo isso, também tive a certeza de que uma porta enorme se fechou atrás de mim e que eu não quero mais olhar pra trás, deixando tudo de maravilhoso guardado e, as partes não tão boas, jogadas ao vento, sem qualquer rancor ou tristeza. Os pingos foram colocados!

5 comments:

Fê Savino said...

Foto: Frágil

OBS: eu sei q o post era pra ser publicado na Segunda.... mas, houve outras coisinhas no meio... essa minha mente não pára quieta, credo! kkkk

Bjos

Nana Ferreira said...

Me dá a fórmula?
Tô precisando por pingos nos is e tb alguns pontos finais, retirar algumas reticências e desfazer velhos parênteses...
É bom né?
A sensação de ter feito sua parte?
Ai, preciso......!

flavia melissa said...

thanx god!

Livia said...

Pois, sabe que pingar i's e cortar t's nunca foram lá meu forte...
Mas há horas que só isso, faz toda diferença...

Blog lindo, Fezoca!
E vc mais linda ainda...
Beijocas!
Lee

Fê Savino said...

Nana... nossa, é mto bom mesmo, mas, às vezes, dá um nó na cabelça... tantas coisas pra serem ditas e que não são... mas a gente vai vivendo, não é mesmo?!?! Com ou sem os is e as reticências....

Liiiii... que bom que vc passou por aqui!!! Fiquei mto feliz!!! Que venha mais e mais vezes, hein?!?!

Bjocassss, meninas!